Pilates na gestação é algo comum de se ouvir por aí. 

Não é novidade para algumas mamães o quanto o Pilates é importante para manter a saúde da gestante e evitar dores e complicações durante a gravidez.

Mas, e você? Já sabe todos os motivos para praticar Pilates na gestação? Se não, esse artigo foi feito para você. 

Acompanhe cada tópico com atenção e aprenda mais sobre os benefícios da modalidade na fase mais especial da vida.

 

Uma postura de mãe

Pilates melhora a postura em qualquer idade. Mas, na gravidez, com o rápido crescimento da barriga e aumento de peso, o equilíbrio e a postura da gestação ficam comprometidos.

Pilates na gestação ajuda a fortalecer o cinturão abdominal, dando força aos músculos mais profundos como o transverso e o psoas. 

Quando há inclinação pélvica em excesso, pode resultar em dores na lombar e em uma má postura.

 

Redução de dores

Pilates na gestação ajuda a aliviar dores no geral, mas especialmente nas costas, onde se encontra a maior parte das queixas e reclamações de grávidas, devido o sobrepeso que o bebê acarreta e aqueles quilinhos a mais.

A prática do Pilates aqui também ajuda a condicionar o corpo e as articulações, facilitando a movimentação da grávida sem dores e evitando o surgimento de lesões. 

 

Um sono maravilhoso

Ah, dormir… Uma tarefa simples que na gravidez se torna um verdadeiro desafio!

Nem sempre a posição e os mil travesseiros ajudam a melhorar as dores e incômodos, mas com a prática do Pilates você pode voltar a ter lindas noites de sono.

Isso porque o Pilates na gestação melhora a qualidade do sono, e a consequência disso é mais energia e bom humor para encarar o dia seguinte.

 

Controle da zona pélvica (diminuindo a incontinência)

Os exercícios realizados no Pilates na gestação ajudam a fortalecer a musculatura pélvica.

Isso quer dizer que você tem mais controle sobre seu corpo, diminuindo a incontinência e preparando seu corpo para o momento do parto.

 

Resistência física e controle do peso

O Pilates como uma atividade que trabalha em várias esferas, também trabalha a resistência da gestantes.

Quem está passando pela gravidez sabe que às vezes, uma simples tarefa pode parecer algo difícil demais com uma enorme barriga no meio do caminho.

Com a gravidez, ficamos mais vulneráveis, lentas e nossa resistência diminui. 

Pilates na gestação ajuda a mulher a trabalhar resistência, força e ainda aumenta sua agilidade, dando mais autonomia e segurança para a futura mamãe.

 

Inspire, Expire

Dizem que a respiração correta é o ponto chave para um trabalho de parto bem-sucedido. E é mesmo!

Ainda bem que o Seu Joseph pensou em tudo! Adivinhem só: Pilates também trabalha para melhorar a respiração!

Uma respiração profunda e controlada é o que se aprende durante as aulas de Pilates. E é exatamente o que você precisa saber para a hora do parto.

Uma circulação sanguínea de respeito

Movimento gera boa circulação sanguínea, certo? Os movimentos realizados no Pilates na gestação, certamente deixarão você a todo vapor!

Isso porque os exercícios são balanceados e projetados para que a irrigação sanguínea flua de forma equilibrada e em harmonia no seu organismo.

 

Rindo sem parar

Tem coisa melhor do que bom humor na gravidez? 

Se você está experimentando longos períodos de estresse ou mesmo ansiedade nesse período, você precisa entrar em uma aula de Pilates e rápido!

Isso porque os movimentos de alongamento e relaxamento ajudam a liberar bem-estar; atividades físicas são prazerosas para o organismo e não são exercícios que levam à exaustão.

Pode ir tranquila, você vai amar! =)

 

Novas amigas de barriga

Outro item que pode ir no pacote do bom humor é o contato com outras mulher que estão passando pela mesma fase que você.

A oportunidade de dividir anseios, expectativas, medos e conquistas ajuda para que essa fase seja ainda mais especial e leve.

Nada melhor do que se sentir segura em um grupo e socializar com pessoas que entendem o que você está passando. 

 

Uma recuperação fabulosa 

Como se não bastasse os benefícios durante a gravidez, a prática do Pilates após a gestação ajuda você a se recuperar melhor, com menos dores e ainda contribui para que você volte ao seu corpo de antes da gravidez muito mais rapidamente!

E além do mais, você já vai estar apaixonada por Pilates para largá-lo após o nascimento do bebê. Hehe.

 

[DICA BÔNUS]: Tratamento Pós-Parto: Diástase e Ginástica Hipopressiva.

Depois que o bebê nasce e todo aquele espaço ocupado por ele por tantos meses “esvazia” novamente, não é estranha a sensação de que não tem nada no seu lugar certo.

Os órgãos ficam, de fato, “meio soltos” e isso não é só uma sensação.

Mas, calma! Não se desespere. Esse é mais um benefício de manter a prática do Pilates mesmo após o nascimento do bebê.

Com o novo rearranjo dos órgãos do abdômen, você precisa de exercícios para fortalecer a musculatura abdominal e diminuir a pressão intra-abdominal e intra-torácica.

 

A Ginástica Hipopressiva se apresenta como a melhor opção para melhorar a tensão dos músculos respiratórios e dos antigravitacionais hipertônicos.

Traduzindo: A Ginástica Hipopressiva e o Pilates ajudam a ativar automaticamente os músculos do períneo e da faixa abdominal, ajudando os órgãos internos e tudo o mais a voltarem para o lugar onde devem estar!

A gravidez é um momento único e pode ser muito melhor aproveitada com a prática do Pilates na gestação. Experimente! E viva com muito mais qualidade todos os dias!