Você sabe como montar aula de Pilates?

Se você é um instrutor de Pilates iniciante ou mesmo se já dá aulas há algum tempo, mas quer dar uma inovada e trazer seus alunos para um nível mais elevado, esse artigo é para você!

Como todo profissional recém-formado, existe o famoso frio na barriga e a empolgação de começar a fazer a diferença na sua área.

Se você terminou o seu curso de Formação no Método Pilates é proável que esteja se perguntando como montar uma aula de Pilates.

Por isso, separamos algumas dicas para você conseguir escolher os melhores exercícios e acessórios para uma aula.

Então, vamos lá!

 

Como montar aula de Pilates: Planejamento e Objetivo

 

Uma aula de Pilates tem que ter de cara dois elementos: planejamento e objetivo.

No planejamento da aula, você vai escolher os exercícios e avaliar as possibilidades com diferentes acessórios.

Para que os alunos possam explorar ao máximo o seu potencial!

Alguns elementos a serem considerados na hora do planejamento são:

  •         Os Princípios do Método Pilates;
  •         Tamanho e perfil das turmas;
  •         Espaço do Studio;
  •         Duração da aula;
  •         Objetivo da aula (o que você quer alcançar nessa aula?);
  •         Acessórios disponíveis;
  •         Tipos de exercícios.

 

Se necessário, anote todas as suas percepções no papel a fim de não perder nenhum ponto.

Na hora do planejamento faça a pergunta: “O que minha aula deseja alcançar hoje?” 

Pergunte-se: “O que quero que meus alunos desenvolvam hoje? O que eles precisam desenvolver?”

As respostas podem ser as mais variadas possíveis: reabilitação; aumento da flexibilidade; foco no equilíbrio e controle corporal e por aí vai.

Então, partindo do Objetivo da aula, analise as variáveis:

  •         Quais exercícios trabalham para alcançar o objetivo da aula?
  •         Seu Studio possui espaço e estrutura para trabalhar exercícios em forma de rodízio ou só é possível executar os mesmos exercícios simultaneamente?
  •         A turma-alvo da aula é composta por alunos em níveis diferentes?
  •         Quais acessórios posso combinar para deixar os exercícios mais dinâmicos e desafiadores?

         Essa série de perguntas norteadoras tornam fácil como montar aula de Pilates.

 Elas enfocam o aluno e suas necessidades, contextualizando com o potencial do seu Studio.

Importante: Na hora de fazer a lista de exercícios que vão compor sua aula, é primordial que você siga de perto os Princípios do Pilates:

  • Precisão; 
  • Fluidez; 
  • Controle;
  • Concentração;
  • Respiração; 
  • Centralização (powerhouse).

Sem fugir dos princípios, e seguindo um planejamento bem estruturado, por certo, sua aula tem tudo para ser um sucesso.

 

Como montar aula de Pilates: O começo, o meio e o fim da aula

 

        Primeiramente, sua aula precisa iniciar sempre com um aquecimento.

        Portanto, tenha sempre em mente que, quando um aluno entra no seu Studio, ele ainda não está pronto para pular de cabeça em exercícios que exijam muita concentração.

        Isso porque ele acabou de deixar o mundo externo, com suas chamadas não atendidas e mensagens a responder, por exemplo, além de preocupações no trabalho, etc.

        Você precisa trazer o aluno desse âmbito externo para um lugar seguro, assim, ele se concentra apenas em executar os movimentos com a maior precisão possível.

        Por isso, use de exercícios de respiração, pois, ajuda a aumentar a concentração e trazer o foco e atenção deles para a aula que irá se iniciar.

        Por exemplo, inicie sua aula com exercícios de fácil execução, à exemplo do Pré Pilates, alongamentos e mobilizações de cintura, ajudam a aquecer e evitam o surgimento de lesões por um esforço que o corpo não estava preparado para fazer.

         Uma vez bem aquecidos, você pode dar início à sua lista de exercícios com foco no Objetivo da Aula, sempre atento para que cada aluno execute seu exercício de acordo com o nível de desenvolvimento em que está.

         Após o “Auge” da aula, vá diminuindo o ritmo gradualmente, novamente com exercícios mais simples e de flexibilização para o relaxamento dos alunos.

         Cada Studio possui uma dinâmica própria, mas você deve encontrar o ritmo do seu.

O que você gostaria que um Studio tivesse depois uma aula de Pilates? Reflita.

Após o término da aula, experimente conversar com os alunos sobre a aula, peça a opinião e o parecer deles.

         Seus alunos são os melhores avaliadores da sua aula, então receba o feedback com muito carinho e maturidade e, sobretudo, utilize-o para seu crescimento enquanto instrutor.

 

Como montar aula de Pilates: Dicas bônus

 

         Você já sabe quase tudo o que precisa sobre como montar aula de Pilates. Portanto, vamos dar só mais algumas dicas de ouro.

  •         Antes de iniciar a aula, verifique como anda o ajuste das molas e dos pesos que serão utilizados.
  •         Sobrecarregar um aluno iniciante ou passar exercícios muito simples para um aluno avançado pode desmotivá-los e deixar a aula menos interessante e aprazível.
  •         Para deixar a aula mais dinâmica e interessante, eventualmente, combine acessórios e até mesmo faça rodízios, salvo, se o espaço do seu Studio não permitir.

 

Em resumo, como montar aula de Pilates não é fácil, e nem segue uma regra pré-estabelecida para todos.

Então, você precisa estar disposto a aprender sempre mais e nunca se contentar só com o bom.

Seja um Instrutor de excelência! Ame o Pilates e seja apaixonado pelo desenvolvimento dos seus alunos!